Cadeia Produtiva

Nossas Matérias Primas 

Nosso atributo de sustentabilidade nesta etapa da cadeia produtiva está no fato de que utilizamos matérias primas naturais (que não foram quimicamente modificadas e não contêm ingredientes sintéticos – corantes, aromatizantes, conservantes) e orgânicas (cultivadas sem fertilizantes, defensivos sintéticos e com manejo de baixo impacto ambiental).

Usando matérias primas tão cuidadosamente escolhidas, geramos produtos com menos potencial alérgico e prejudicial ao metabolismo humano – liberam menos radicais livres que aceleram o processo de envelhecimento e potencializam os princípios ativos e energéticos de cada elemento da fórmula, trazendo resultados mais perenes e equilibrados.

Para regulamentar o que é orgânico e o que não é, foi elaborada a Lei 10.831 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que preconiza a certificação de orgânicos por um órgão também normatizado.  A Lei, de 2003, não inclui produtos cosméticos, mas, Almanati certifica seus produtos pelo IBD, agência de alta exigência nos padrões nacionais e internacionais da produção orgânica. Este certificado garante a rastreabilidade cada matéria prima: saber de onde vem, como foi cultivada, seu impacto ambiental e quem a produziu.

No Brasil não são muitos os produtores orgânicos certificados, o que restringe a escala industrial. Mas a nossa escolha é por priorizar o Brasil num comércio justo, preferindo o produtor nacional e a compra direta, sem atravessadores, sempre que possível.

Nossa estratégia prevê projetos de apoio aos fornecedores, visando desenvolver sua: conduta ambiental – com inovação tecnológica e eficiência no uso de insumos, água e energia; na proteção da biodiversidade; na gestão de resíduos; no controle da poluição e emissões de CO2 e sua conduta social – com segurança e cumprimento legal no trabalho e com inclusão da mão de obra local como fomento à economia regional.

Pesquisa, Desenvolvimento e Produção

P & D

Todo o processo de Pesquisa e Desenvolvimento de nossas fórmulas é realizado em laboratório específico de testes para cosméticos. Tudo sob conformidade com a legislação nacional vigente para cosméticos, constituída e autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA.

Produção

A fábrica dos nossos produtos passa por auditorias do IBD – Instituto Biodinâmico.

A entrada de ingredientes é avaliada mediante licenças emitidas por órgãos reguladores de extração e/ou produção.

Sem Testes em Animais

Sob nosso sistema de certificação é proibido o uso de testes em animais e também não é permitido o uso de ingredientes oriundos de animais vertebrados que tenham que ser sacrificados para tal. O uso de ingredientes de origem animal somente é permitido quando coletados de seres vivos e de manejo orgânico, como, por exemplo, mel e seus derivados, leite e seus derivados, lanolina.

Não usamos produtos animais geneticamente modificados.

Sem contaminação

Durante o processo de fabricação não há mistura de ingredientes orgânicos ou naturais com ingredientes sintéticos e convencionais – nem no armazenamento, nem no transporte e nem na linha de produção. Os procedimentos higiênicos e sanitários da fábrica são descritos, documentados e inspecionados para evitar a contaminação dos equipamentos no processamento orgânico ou natural.

Sem Processos Proibidos

São respeitadas as proibições preconizadas pelas normas de certificação IBD, como por exemplo, a introdução de moléculas sintéticas tóxicas ou mutagênicas ou algumas reações químicas induzidas.

Sem Ingredientes Proibidos

Corantes, fragrâncias e conservantes sintéticos, silicones e derivados de petróleo (óleo mineral, vaselina ou parafina) não entram nas formulações, bem como esterilização através de irradiação.

 

Nossos Produtos

O principal atributo de sustentabilidade de nossos produtos está no fato de que Almanati é um cosmético seguro. Compartilhamos com a sociedade o valor de ter eficiência de fórmulas combinada com qualidade de componentes.

As pessoas demandam produtos saudáveis e honestos, de qualidade e tecnologia, compatíveis com nosso tempo e a Almanati responde com:

  • O máximo possível de ingredientes orgânicos e naturais nas fórmulas;
  • O máximo possível de qualidades originais dos ingredientes;
  • Ciclo de vida de produtos que busca o menor impacto ambiental possível, desde a entrada dos ingredientes até o uso e descarte da embalagem;
  • Rotulagem clara ao consumidor;
  • Não teste em animais;
  • Selo IBD: Ingredientes Naturais (link certificações)

Embalagem

Frascos, potes, bisnagas, caixas e cartuchos são escolhidos sob critérios de sustentabilidade, certificados com selo FSC (Forest Stewardship Council) e com simbologia de Reciclagem de acordo com a Norma ABNT ISO/TR 14.062:2004.

PVC e poliestireno são materiais proibidos em nossos produtos, pois impedem a reciclagem e reaproveitamento.

Utilizamos plásticos de Selo  I’m Green, que indica o uso de Polietileno Verde – PEV, feito de cana de açúcar e menos poluente do que o convencional.

Nossos frascos e tampas são monocamada, sem mistura de materiais que diminui o potencial de reciclagem.

Lacre reciclável, válvulas com componentes recicláveis, pigmento do frasco sem metais pesados.

Sempre que preciso, utilizou-se papel branco fabricado com processos livres de cloro elementar (ECF).

Distribuição dos Produtos

E-Commerce

O diferencial de sustentabilidade do e-commerce em relação a sistemas mais convencionais que utilizam pontos de venda se mostra em diversos aspectos:

  • Social
    • O atendimento é democrático, acessível a todos os consumidores, de qualquer Região do País;
    • O trabalho de vendas e logística do e-commerce possibilita a inclusão de pessoas com necessidades especiais, já que pode haver home Office ou acordos facilitadores de operação.

 

  • Ambiental
    • Economia de recursos, uma vez que não há gastos de água, energia, nem emissões de CO2 relacionados a pontos de venda e deslocamento de vendedores. Tudo é feito com o uso da tecnologia da comunicação;
    • Há diminuição no número de carros trafegando pelas cidades, e, portanto, diminuição na emissão de CO2 relacionado à poluição automotiva.

 

  • Econômica
    • Atende à demanda de mercado por segurança e satisfação do cliente, ampliando a base econômica do negócio;
    • Movimenta economias distantes dos grandes centros consumidores, ampliando o poder de escolha de diferentes segmentos de mercado.

Logística de Destino das Embalagens

Trabalhamos no sentido de potencializar a Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída pela Lei nº 12.305/10. Nela se reflete a preocupação da sociedade em enfrentar problemas decorrentes do manejo inadequado lixo.

Nossa intenção é evitar que nossas embalagens aumentem a quantidade de lixo sólido que compõe os aterros e lixões. E para isso, propomos aos nossos consumidores que sejam nossos parceiros e contribuam para ampliar o volume de lixo reciclável, dando destino certo para nossas embalagens de diferentes materiais.

Nossos consumidores podem compartilhar essa responsabilidade conosco, praticando também hábitos de consumo consciente, que sem dúvida é a melhor medida preventiva de geração de resíduos sólidos. (Link o consumo e o consumidor)

Conheça nossas embalagens

Veja do que são feitas as nossas embalagens, de modo a facilitar a reciclagem:

Tudo tem destino

Você pode escolher: reciclar ou reaproveitar?

Os dois eliminam as embalagens do lixo comum e isto é um atributo importante da sustentabilidade.

Para reciclar

Se você escolheu destinar a embalagem para reciclagem, há algumas opções, que dependem do local onde você está.

  • Entrega no serviço municipal de coleta de lixo seletivo

Cada Município tem a autonomia de gestão de seu lixo, sendo que alguns têm serviço de coleta seletiva, outros não ainda.

Veja em seu Município se o caminhão da coleta seletiva passa na sua residência, em qual dia passa e a que horas.

Consulte sua Prefeitura.

  • Entrega em cooperativas ou ONGs que recolhem lixo para reciclagem

Para cada Município é possível verificar se existem cooperativas de reciclagem funcionando, se recolhem os materiais dispostos pela cidade ou se é necessário entregar a eles in loco.

  • Devolução no ponto de venda, onde você comprou o produto

Esta opção só pode ser praticada para os moradores de Campinas, onde temos uma loja física (link com site Empório Viver)

Para reaproveitar

Uma boa ideia é o artesanato, que, além dos efeitos lúdicos e terapêuticos sobre o artista que o pratica, gera funcionalidade para elementos que antes pareciam apenas lixo.

Vejam algumas opções.